Letras dos Nossos Pontos

Unidos pela Umbanda

Ajuda de Exú (Chamada de Exú)

Autor: Curimba Batuc’arte   Lá vem Exu com sua capa Pela estrada escura na fria madrugada E ele vem dando sua gargalhada, Quebrando a demanda com o punhal e a faca Ele ajuda todo mundo que quer Pra quem quer ele dá à mão Pra quem não quer ele dá o pé

0 comments

Boiadeiro Segue seu Caminho (Subida)

Autor: Curimba Batuc’arte   Seguindo pela estrada da vida na fé de nosso senhor Enfrentando com força as pedras que o meu destino colocou Boiadeiro segue seu caminho e leva toda minha dor Eu agradeço seu trabalho a sua força e seu amor

0 comments

Cacique Chamou (Subida)

Autor: Curimba Batuc’arte   A mata fechou… Caboclo já vai embora Seu cacique chamou Pegue a sua flecha agora Já deu, já deu Já deu a hora Eu te agradeço, Caboclo já vai embora

0 comments

Defumação

Autor: Curimba Batuc’arte   Defuma, defuma, defuma deixa defumar Defuma essa mata Babá Que Oxóssi ganhou de Oxalá Defuma, defuma, defuma deixa defumar Defuma e traz a pureza das águas De Oxum e de Iemanjá   Defuma, defuma, defuma deixa defumar Defuma esses filhos de branco Babá Que estão na fé de Oxalá   Defuma, […]

0 comments

Ginga da Madrugada (Subida)

Autor: Curimba Batuc’arte   Na ginga da vida na ginga da madrugada Malandro pede licença pra sambar em outra morada Ele sambou com toda a sua fé Agora vai embora deixando o seu axé

0 comments

Já é Noite (Subida de Exú)

Autor: Curimba Batuc’arte   Já é noite já é hora, Exu já vai embora Oooh gargalhada na encruza, Exu sua hora chegou Oooh exu eu lhe agradeço Porque sozinho eu não tô.

0 comments

Liberdade da Senzala (CHAMADA)

Autor: Curimba Batuc’arte   Ooo ooa,  Ooo ooa Lá na senzala se ouviu um forte grito Era Preto Velho com seu rito mais bonito Tava feliz cultuando os Orixás Preto velho é amor, Preto Velho traz a paz Ooo ooa, Ooo ooa Ele pediu para o Pai Oxalá Liberdade da senzala para poder ajudar Pai […]

0 comments

Oração de Marinheiro (Descida)

Autor: Curimba Batuc’arte   Eu vi ajoelhado na areia Um homem preso a rezar Rezava em nome da sereia Da sereia, a mãe Iemanjá Vestido de branco e com a garrafa na mão É seu marinheiro fazendo a sua oração E marinheiro, marinheiro só Peço por favor, que desfaça esse nó Que na minha vida, […]

0 comments

Pomba Gira da Encruzilhada (Subida)

Autor: Curimba Batuc’arte   A gira girou, a gira girou Lá na encruzilhada Pomba Gira trabalhou Ela é Exu, ela é Exu mulher Trabalha na encruza Ela sabe o que quer Se eu precisar de sua proteção Pomba gira me ajuda Me dando a sua mão

0 comments

Saudação a Oxalá

Autor: Curimba Batuc’arte   Vem da terra, vem do mar Vem do fogo, vem do ar Pai Oxalá Vem trazendo seu amor Traz a luz e leva a dor É Oxalá Ele é grande,  faz o bem Não interessa a quem É o senhor dos Orixás A ele agradecemos Pela Umbanda que fazemos Saravá Pai […]

0 comments

Saudação a Oxala – Oxala é Rei

Autor: Curimba Batuc’arte   Oxalá é rei Oxalá é pai Oxalá é rei Oxalá é pai Oxalá é rei É rei dos Orixás

0 comments

Saudação ao Sr. 7 Catacumbas

Autor: Curimba Batuc’arte   Uma estrela lá no céu clareou Clareou 7 Campas, 7 Catacumbas chegou A lua anuncia Ele é o rei da sabedoria É Sete o seu nome Sete punhais, Sete cruz, Sete magias

0 comments

Saudação ao Sr. 7 Trunqueira

Autor: Curimba Batuc’arte   Pra prosperar não é só merecer Tem que correr e não só esperar Fui pedir a Exú pra me ajudar Nas andanças da vida Pra me amparar Tudo que ouvi foi confia em mim Segui teu conselho E segui meu destino assim Fui pedir a Exú pra me ajudar Nas andanças […]

0 comments

Saudação aos Ogãs

Autor: Curimba Batuc’arte A energia do nosso canto ecoa nesse Congá Como Ogã eu tenho a missão de segurar o terreiro com a palma da mão. Canto forte para Deus e a todos os Orixás Toco firme para as falanges desse meu Congá O toque, a música, a voz É o que nos leva a […]

0 comments

Saudação aos Orixás

Autora: Mãe Silene (TUUO) De vestes brancas e pé no chão, De mãos dadas no congá Todos os filhos vão cantar Pra saudar seu Orixá Pra proteção dos meus caminhos Pra nenhum mau vir perturbar Peço licença á Oxalá pra primeiro a Exu poder saudar Salve salve Oxalá Oxóssi Ogum Xangô Obaluayê Nas sete cores […]

0 comments

Vida de Boiadeiro (Chamada)

Autor: Curimba Batuc’arte   Ao longe num pôr do sol eu vi Um homem com seu laço vaquejando por ai É boiadeiro é boiadeiro Na terra vermelha sob o sol o dia inteiro Por isso eu te pergunto meu senhor seu boiadeiro Como está seu coração com esse amor sorrateiro? Ele me disse sem hesitar, […]

0 comments